Menu fechado

E SE VOCÊ TIVESSE SÓ 5 MINUTOS DE VIDA

A correria que vivemos no dia a dia, potencializada pelos avanços tecnológicos, pela rotina frenética vivida no meio corporativo, pelo esforço para alcançar o sucesso, pelas demandas que precisamos atender também dentro de nossas casas, além de muitos outros fatores, podem fazer com que sejamos impedidos de nos conhecermos verdadeiramente. Essa é uma situação que pode impactar bastante, tanto a vida pessoal quanto o crescimento profissional almejado por cada um de nós.

Existem inúmeras maneiras de dar início a este processo de conhecer-se cada vez melhor, e uma delas consiste no autofeedback.

O que é Autofeedback?

Esta é uma ferramenta que funciona da seguinte maneira: o indivíduo analisa sua vida de forma holística, colocando na balança aspectos como carreira, relacionamentos, vida pessoal e crenças. A partir desta avaliação, suas qualidades, pontos de melhoria, limitações, sentimentos e reações são examinadas, com o objetivo de detectar os aspectos positivos e negativos de cada uma dessas áreas e identificar o que está comprometendo sua evolução individual.

As respostas coletadas neste processo servirão como base para que o indivíduo crie novos comportamentos e novas ações, de modo a provocar as mudanças necessárias para transformar a sua vida. O autofeedback, portanto, não tem o objetivo de identificar os problemas da pessoa, mas de evidenciar as oportunidades existentes e os meios para solucionar as questões consideradas problemáticas.

Como fazer o Autofeedback

O Autofeedback é uma espécie de formulário que você vai responder, elencando todos os pontos relacionados a você mesmo e à sua personalidade.

Uma frase que identifica você

Um livro que faz sentido em sua vida

Um filme que trouxe um grande aprendizado no seu processo evolutivo

O que as pessoas que te veem pela primeira vez pensam/sentem sobre você?

Quais seus pontos fortes?

Quais seus pontos de melhoria?

Quais Oportunidades internas e externas

Quais Dificultadores/Limitadores/Ameaças

Qual o seu grande aprendizado ao fazer o Autofeedback?

O que você pode fazer para colocar este aprendizado em prática agora?

O que você veio buscar aqui?

O que precisa acontecer, efetivamente e na prática, para você saber que alcançou o resultado?

Se você soubesse que teria apenas mais 5 minutos de vida, o que você faria nesse tempo?

O que você gostaria de fazer que ainda não fez?

Quem você gostaria de abraçar agora?

A quem voce gostaria de pedir perdão?

Imagine seu velório, quantas pessoas você acredita que estaria nele?

Quem carregaria seu caixão?

Quem seria a última pessoa que deixaria seu velório?

Este é o momento em que você vai refletir sobre as respostas que deu e analisar se elas estão verdadeiramente de acordo com o que você deseja, ou se são necessárias modificações, considerações ou se você deseja acrescentar algo?

Dicas

Tenha em mente que todo comportamento pode ser mudado e, com isso, comece a estimular e implantar novas práticas na sua vida;
Faça o máximo de questionamentos a si mesmo. Esta é uma maneira de obter inúmeras respostas a respeito de você;
Com base nas respostas obtidas no passo anterior, visualize a maneira como você tem atuado nas mais variadas situações e analise se esta é realmente a atitude mais adequada para seus objetivos;
Saia da sua zona de conforto;
Reconheça suas qualidades, identifique pontos que precisam de melhoria e descubra maneiras de lidar melhor com as suas questões pessoais.
Benefícios do Autofeedback

Um dos principais benefícios envolvendo a realização do Autofeedback tem a ver, como disse no início do artigo, com a possibilidade de se começar a desenvolver o processo de autoconhecimento de qualquer perfil de indivíduo.

O autoconhecimento é algo que deve fazer parte da vida de todos nós, uma vez que ele nos ajuda a abrir os nossos olhos, no sentido de entendermos os motivos que nos levam a agir de determinada forma e não de outra. Quando tomamos consciência disso, passamos a nos aceitar melhor, exatamente como somos, sem querer mudar, apenas melhorar o que precisa de ajustes, o que é bem diferente de lutar contra si mesmo.

Além disso, por meio de nosso autoconhecimento, conseguimos também olhar as pessoas ao nosso redor de uma forma diferente, sabendo que cada indivíduo é único, dotado de luz e de sombra, ou seja, cheio de qualidades e defeitos. Tudo isso permite que suspendamos todo e qualquer tipo de julgamento, justamente por aceitar cada vez mais e melhor também o outro como ele é.

Assim, quando nós nos aceitamos e aceitamos o outro, sem julgar, nos colocamos no caminho para a construção de um mundo mais harmonioso, em que todos se respeitam de forma mútua.

Uma pessoa que não desenvolve o autofeedback está sempre esperando pela aprovação dos outros, seja do parceiro, de um amigo, do gestor ou de um familiar. É evidente que todas as pessoas precisam de feedbacks durante a vida, mas isso não deve nortear suas ações.

Nesse sentido, o autoconhecimento precisa ser estimulado para que o indivíduo seja capaz de desenvolver a confiança necessária para que ele não se torne dependente das percepções do próximo.

E você, prefere ser dono das suas ações e percepções ou precisa da aprovação de outras pessoas?

Deixe seu comentário abaixo, gostaria de saber qual foi sua sensação ao responder essas perguntas.

Carlos Ferrari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos envie um WhatsApp